domingo, 21 de abril de 2013

Singapore: Little Índia

10 de abril de 2013

Singapore

Little Índia

Seguimos para Little Índia. Para chegar lá passamos pela Avenida Comercial, com lojas e Malls fantásticos de ambos os lados, com belas construções, modernas e arrojadas, e muito verde. Singapore é conhecida como a cidade dos jardins, e realmente faz jus ao nome, porque é uma cidade com muito, muito verde, exuberante e bem cuidado. Nesta avenida encontram-se praticamente todas as grifes mundiais de renome. Uma festa para os consumistes. Não é o nosso caso. Little Índia é um lugar repleto de casinhas coloridas em estilo colonial com calçadas estreitas protegidas do sol por marquises entupidas de barraquinhas de roupas, comida, frutas, incenso...lembra um pouco a 25 de março em São Paulo.

Little Índia é uma viagem por cheiros e aromas.

Este é um dos bairros étnicos de Singapore, e tem uma forte influência indiana. Little Índia localiza-se ao leste do Singapore River. Este rio corta a cidade e desemboca no que hoje é a Marina Reservoir. Serve de divisa entre Little Índia e Chinatown.

 

Singapore é composta por três grupos étnicos principais. E esta divisão das etnias em diferentes áreas da cidade é fruto da política britânica de segregação étnica do tempo em que Singapore ainda era uma colônia.

Originalmente a região onde hoje se encontra Little Índia foi utilizada para criação, comércio e abate de bovinos. Embora a vaca seja um animal sagrado para os hindus o local no início não era assim tão sagrado.

Com o passar do tempo, outras atividades econômicas começaram a se desenvolver na região e imigrantes indianos começaram a se instalar. Na virada do século XX a área passou a ser oficialmente reconhecida como o bairro étnico indiano e passou a se chamar Little Índia.

Este é o local onde se vêem indianos. Muitas mulheres enroladas em seus saris e muitos indianos vestindo camisas xadrez.

Cerca de 9% da população do país são indianos. Isto significa quase meio milhão de pessoas.

A sociedade indiana é composta por uma pequena elite e um grupo enorme de pessoas com rendimentos mais baixos. E isto tem aumentado visivelmente desde a década de 1990, com uma nova onda migratória com grande afluxo de indianos buscando novas oportunidades.

Ter estes bairros étnicos pode parecer algo racista, mas atualmente os indianos são um grupo inserido e representado na sociedade de Singapore. Existem diversos indianos que deixaram ou deixam sua marca na historia como líderes de vários campos na vida nacional, como na política, educação, diplomacia e direito.

Little Índia, assim como Chinatown e Kampong Glam acabaram virando verdadeiros pontos turísticos. O governo criou uma espécie de subsidio para que os indianos implantem seus negócios na região.

É muito interessante observar a multiculturalidade do local, ver as mulheres vestidas de sair e os homens com seus turbantes. Mas uma das coisas mais legais é uma viagem de aromas do lugar, que vão desde lojas defumadas com incenso indiano até flores, temperos, especiarias, etc.

Em Singapore existem cerca de 30 templos hindus. Alguns destes templos encontram-se em Little Índia. Mas também há a Mesquita Abdul Gafoor, assim como um templo budista.

Singapore é um lugar onde etnias e religiões convivem pacificamente, respeitando umas às outras.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário